domingo, outubro 26, 2008

BATENDO COLOCADO!!!

BY MATO GROSSO
Diretamente da antiga província de São Paulo, escrevo a edição de hoje da bela Lucas do Rio Verde (MT) aonde vim com a missão de buscar queijo e salame para o consumo deste escriba. Aproveitei para dar uma passadinha em Cuiabá para saber das fofocas e sobre o lateral do Mixto que agora é do Flamengo. Constatei que o número de corintianos aumentou em Cuiabá e o de Flamenguista vem diminuindo. Sinal dos tempos. Mas vamos aos assuntos da semana.

FERNANDO?
Deu no Futebol do Interior: O Flamengo acertou a contratação do meia Fernando, que estava no Mixto, do Mato Grosso. O jogador foi um dos destaques da Série C do Campeonato Brasileiro. Com dez gols marcados, chegou à vice-artilharia da competição.
O apoiador, de 22 anos, deve ficar no clube da Gávea até o fim de 2009. Durante a negociação, ficou acordado que o Rubro-Negro deverá realizar um amistoso com o Mixto, em Cuiabá, ainda sem data definida.

FERNANDO!
Fernando Ribeiro Fernandes é natural de Goiânia e iniciou a carreira nos juniores do Palmeiras, mas não deu prosseguimento. Depois, voltou ao futebol atuando pelo Mixto e vem se destacando.
Pensa nos Flamenguistas Cuiabanos apostando fazenda, a esposa, a vida e o carro velho no título do Fla agora que tem reforço de “Tchapa e Crux Made in Cuiabá” e reforçado com “Pêtche cô Matchítche”!!!

JI-PARANÁ F.C. – O Presidente.
Realizada a eleição para o cargo diretivo do mais importante clube de futebol de Rondônia. O Galo da BR encerra a fase Jackson Felberck e Roldão Alves dos Santos (Velha Raposa) volta ao poder. Em sua equipe conhecidos antigos do torcedor como Batista, Maritaca, Wilson do Sucatão e estreantes como o Jornalista Fábio de Souza.

JI-PARANÁ F.C. – A Eleição.
Dez votaram, quatro reprovaram a chapa e seis aprovaram. Começa com oposição a era Roldão Alves Power Flex 2009. Mesmo assim esperamos que a coisa ande. Como principal proposta apresentada no horário político do programa Clube dos Esportes da Clube Cidade FM, Roldão espera uma virada de mesa para o Ji-Paraná jogar na primeira divisão em 2009. Caso não aconteça, poderá nascer o terceiro CNPJ de um novo Ji-Paraná para tentar sanar dívidas e salvar o Jipa original jogando a segunda divisão.

JI-PARANÁ F.C. – A Herança.
Todos sabem, mas por polidez ou temor não falam sobre quem tem culpa no cartório pelo Ji-Paraná F.C. estar amargando tais dívidas e passar por problemas caóticos. Desde que conheço o time, isso já tem quase oito anos dos 18 vividos, sabemos que Maritaca, Roldão e outros desportistas sempre figuraram em cargos diretivos e foram até presidentes do time. Quer dizer:
São responsáveis pela história de glórias do time.
São responsáveis pelas vitórias em cima de tradicionais rivais do nosso futebol.

São responsáveis pela saga de possuir oito títulos estaduais e não ser ameaçado por nenhum clube por um bom tempo para tomar esta vaga no panteão da história.
Mas... São responsáveis por grande parte das dívidas.
São responsáveis pelos casos julgados a revelia e que até hoje geram a presença de oficiais de justiça tomando os borderôs e dinheiro de bilheteria nos jogos.
São responsáveis também pelas brechas, para ex-atletas e equipe técnica colocarem ações na justiça contra vacilos administrativos como: “já que não ganhou não vou pagar” aí vem o processo.
São responsáveis também por conviver e ajudar a construir a bola de neve de dívidas

JI-PARANÁ F.C. – O Futuro.
Esperamos que após esta sequência de anos, de erros e acertos, que tudo seja analisado após um rigoroso balanço, para que o time seja tirado da lama e que volte a ser o time mais temido do Norte do Brasil, que volte a ser o Show de Glórias do Futebol e que nos dê orgulho de ser Jiparanaense. Sorte aos novos diretores e presidente!

ULBRA
O professor Luis Ernandes Silva, assumiu o comando do Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, ocupando a vaga do então diretor José Luis Duizith que hoje dirige a unidade da Ulbra em Palmas (TO). Ernandes assume também a herança do Sport Club Ulbra Ji-Paraná, onde na edição da última sexta-feira do programa Clube dos Esportes da Clube Cidade FM, falou sobre futebol e o futuro do clube.

ULBRA – 2
O Diretor Geral da Ulbra de Ji-Paraná falou a grande realidade vivida em vários estados da nação e que sempre cobramos. Ele abordou a necessidade dos governos apoiarem equipes profissionais de futebol que tão bem representam as cidades e levam suas potencialidades para todos os cantos do Brasil por meio da alegria do Esporte.
Citou exemplos dos principais times do Rio Grande do Sul, Inter e Grêmio que são patrocinados principalmente pelo Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul).

ANALISANDO...
Tudo bem que não temos mais o Beron para imitar, mas o Governo do Estado e Prefeitura Municipal não cometem erros de apoiar de forma errada, mas também não buscam soluções para resolver o problema. Novamente pergunto: como o Amazonas, o Acre, Amapá, Roraima, Pará, Mato Grosso e outros Estados ajudam financeiramente os clubes e Rondônia não pode? Cobro aqui o Deputado Estadual Euclídes Maciel que prometeu formar uma equipe para ir até Manaus e saber como fazem lá para aplicar o método aqui. Até agora nada.

ULBRA – 3
Ernandes também lembrou que o foco principal da Ulbra é a educação. O esporte é de extrema importância principalmente por ter o curso de Educação Física onde os apoios a demais modalidades serão mantidos, porém o futebol profissional exige muitos investimentos e o time depende do apoio externo. Como não acontece, o foco do ensino será mantido e o Sport Club Ulbra Ji-Paraná volta à cena quando chegar o apoio externo.

ABRAÇOS
A todos os leitores amigos que voltaram ao hábito de ler esta coluna dominical. Aos amigos Domingues Junior, Frederico Perillo e Geovani Berno.
Abraços aos colorados: Inter 2x0 Boca!
Acessem: www.santiagoroajunior.blogspot.com e mande seu e-mail para santiagoroajunior@gmail.com.

Um comentário:

_maryjanne disse...

vim deixar um beijo pra vc xuxu!!!